Depressão: eu enfrentei

Novidade para ninguém que a depressão é a doença do século, aliás, desde o século passado diga-se.

O que me espanto é o preconceito que ainda envolve esta doença. Tanto por quem sofre dela, pois envergonha-se do fato, quanto por aqueles que convivem com pessoas em depressão, já que ainda é difícil entender a dor e sofrimento sem  sem sintomas externos.

Mesmo com tantos recursos e informações disponíveis na medicina, literatura e meios de comunicação poucas pessoas  conseguem enfrentar adequadamente este mal.

Quem sofre de depressão uma vez e consegue se recuperar tem 30% de chance de uma recaída e se recuperando novamente  as possibilidades de novas incidências são maiores.

Diariamente compartilho mensagens positivas, de força, de persistência em lutar pela felicidade, pelo bem estar em redes sociais e certa vez uma pessoa próxima de mim  se assustou quando, em uma conversa, mencionei desânimo diante de  problema que enfrentava  na ocasião.

Quem disse que eu não tenho problemas? Quem não os tem? E quem não passa por momentos de desânimo?

A diferença esta em como olhar para eles. Compartilhar positivismo não significa não passar por dificuldades e ao meu ver penso que é exatamente o contrário. Quando enfrentamos dificuldades e conseguimos superá-las, nos tornamos aptos a dividir nossas experiências, orientando quem busca um caminho.

Atravessei um quadro muito sério de depressão há uns vinte anos atrás e a superação foi árdua. Não bastam as medicações. A terapia com profissionais capacitados é fundamental e este é um processo longo e dolorido de busca do autoconhecimento , aperfeiçoamento e crescimento pessoal.

Mas o resultado da minha luta, se é que posso dizer vitória e mais a frente explico porque, é que me levou a compartilhar as mensagens de força e positividade, afinal se eu consigo qualquer pessoa consegue. Não tenho nada de especial, que me diferencie dos demais, mas tenho vontade e persistência e isto basta para o primeiro passo.

Como eu disse anteriormente, vencer a depressão não configura vitória, pois mesmo superando a fase critica, a luta é diária e até o fim de nossa existência. A cada  dia é preciso repetir para você mesmo que a cama não é seu lugar! E lembrar-se que o mais difícil foi superado. O hoje é sempre uma chance nova.

Piegas, não? Pode parecer, mas é isto mesmo! Se é que existe fórmula ou receita, é esta. Apoio profissional e medicação não são motivos de vergonha, estão ai para serem usados e nos proporcionarem uma vida melhor, com mais qualidade e somados a uma boa dose de vontade, otimismo e uma razão pela qual enfrentar.

Muitas vezes é difícil encontrar uma razão, tudo parece sem solução e conselhos de amigos e conhecidos acabam sendo irritantes para quem esta deprimido e ai volto a dizer, ajuda profissional é fundamental.

A necessidade de trabalhar cedo me levou a uma atividade que não me fazia feliz e eu já via isto como “ sem saída” e por não ser feliz naquela atividade uma série de problemas se refletiam em mim.

Eu gosto de ter contato com pessoas, falar com elas, lidar com elas, me comunicar e foi assim que o blog foi crescendo. Sem perceber me ví trabalhando mais do que nunca, pois agora são duas atividades que realizo, mas tenho disposição, me alimento melhor, pratico atividade física , sigo as orientações do meu médico e tenho conhecido pessoas incríveis neste meio.

Ai me dei conta que hoje faço uma coisa que gosto, uma atividade que me trouxe prazer e me fez mudar hábitos que melhoraram minha qualidade de vida.

Felicidade não é uma constante, é uma equação a ser recalculada todos os dias e para que esta conta feche é preciso acordar e obrigar-se a busca-la.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s