Ele é mais jovem que ela!

O processo eleitoral francês fez mais do que chamar a atenção por conta do destino da zona do euro,  deu também muito destaque ao casamento com foco absoluto na esposa do presidente eleito Emmanuel Macron.

Vinte e quatro anos mais velha e sua ex professora de literatura quando ainda era um adolescente, Brigitte Trogneux vem gerando  uma avalanche de sentimentos que vão desde romantisco, afinal ele é bonito, jovem e agora tem poder, até a inconformidade exatamente pelas mesmos motivos.

 Todo mundo já ouviu a  máxima de trocar a de quarenta por duas de vinte e então como não suspirar pelo do jovem que assume mundialmente este relacionamento e como não invejar e ficar procurando os defeitos na afortunada.

A maioria dos homens quando parte para um  relacionamento com uma mulher mais velha tem que enfrentar preconceitos e críticas da família e amigos, destes além das críticas vem as piadas também e o sexo masculino fala na cara e o que é pior, na mesa do bar, diante dos outros amigos.

Para as mulheres, bem, isto nós sabemos, as coisas são ditas na ausência da protagonista do fato.

Mesmo este tipo de envolvimento sendo cada vez mais corriqueiro ainda desperta muitas interrogações.

Mas o que acontece é que nós mesmas nos sabotamos. A insegurança, muitas vezes fruto de um mercado cada vez mais explorador da jovialidade e da beleza nos torna agressivas, uma forma de nos defender, diante destes relacionamentos.

Levantamos questões como amadurecimento, aparência física, fertilidade e nos esquecemos de coisas mais importantes em um relacionamento como afinidade e companheirismo, por exemplo. Mesmo vivendo em um período regido pela tecnologia, a maioria das mulheres busca proteção nos relacionamentos e mais, um casamento seguro, acreditando que isto somente será encontrado em um homem mais velho, conforme ditam os padrões.

Depois de alguns anos desenvolvemos autonomia. Sabemos os lugares que queremos ir, temos nossas próprias idéias, fazemos questionamentos sobre coisas erradas, enfim somos muito interessantes e mesmo assim nos sentimos inseguras diante de um peito durinho ou um bumbum na nuca.

Não há depreciação em nenhuma fase da vida, muito menos em idade. Cada uma tem sua beleza e seus pontos interessantes. Não existe a perfeição nos relacionamentos, cada qual tem que se vivido em seus prazeres e dificuldades.

O que realmente importa é a disponibilidade e a disposição . Em qualquer relacionamento ambas as partes tem que estar dispostas e disponíveis para o envolvimento e relacionar-se com alguém da faixa etária “correta” não é a garantia disto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s