O Filme que me fez chorar

Como eu era antes de você fez o mundo chorar, então por que comigo seria diferente? – vocês devem se perguntar. Às vezes eu mesma me pergunto, mas é porque eu sei a resposta.

Ocasionalmente passo por períodos na minha vida em que as emoções ficam mais contidas e dentre elas estão as lágrimas que, timidamente,  insistem em não rolar diante de alguns filmes emotivos.  Não confunda com falta de sensibilidade, pois eu sou sensível e muito!

No meu caso é uma questão de identificação, seja com o personagem ou com a história que me levam a emoção.

Resisti em ir ao cinema assistir “Me before you” porque achei que seria mais um filmezinho piegas demais para meu gosto, mas me enganei. O que vi não foi a repetida história da mocinha que se apaixona pelo rapaz deficiente e ficam juntos vivem felizes no final. Mas um drama romântico onde um homem privado da vida que amava decide não apenas abrir mão dela, mas antes de sua partida deixar  sua marca, fazendo a diferença na vida de alguém. Fazer o que ele próprio não poderia  mais fazer por si e ai foi onde eu enxerguei a beleza de tudo.

Ensinar o outro a sair do casulo e transformar-se na borboleta não é tarefa das mais fácies. 47b799_225ec5fdee434d028f67e2508110dd32-mv2

Normalmente as pessoas não desejam a transformação daqueles que amam, afinal, o amor é egoísta, queremos a  pessoa somente  para nós e não para o mundo, não é verdade? Mas ele conseguiu fazendo-a acreditar que ela quem o estava fazendo mudar de ideia.

O amor dele por aquela jovem era pelo seu potencial de vida, pela sua alegria e espontaneidade e aquilo foi tomado como sua última missão, fazer com que ela abrisse portas de um mundo novo , para uma vida nova.

Quando ele a obriga assistir um filme legendado dá a ela a oportunidade de  descobrir um novo mundo, de infinitas possibilidades e conhecimentos e percebe que ela abraça avidamente esta chance e ali começa a grande viagem de sua vida e para ele a possibilidade de fazer-se sentir realizado e vivo, como uma última missão.

Quantos de nós podemos dizer que fazemos a diferença na vida de alguém? Quantos de nós tem amor suficiente para fazer esta diferença? Quantos de nós damos o melhor de nossa vida ao outro consciente de que não faremos parte dela no futuro?

Eu não chamaria de amor incondicional, mas de uma doação.

No meu ver a mais bela forma de se doar  alguém, mostrando a esta pessoa portas que podem ser abertas e que podemos ser o que verdadeiramente somos. E sermos amados por sermos assim.


47b799_5747ef8c31574b509a80cfd9069bdeae-mv2

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s