Transparência no assunto

Vocês sabem que não sou consultora de moda e apenas gosto de
compartilhar minha opinião sobre o assunto.

Vejo que as transparências ainda estarão presentes no verão, e como sinto um
pouco de dificuldade em usa-las fui pesquisar sobre transparências para
mulheres maduras. Como imaginam foi muito difícil encontrar alguma
coisa.

Elas estão mais presentes em looks de noite e festa, geralmente nas costas.
Mas acho que depois dos 40 a mulher ainda pode explorar com
elegância e ao mesmo tempo jovialidade, este recurso de sensualidade.
Qualquer uma de nós, eventualmente erra no traje, mas penso que quando se trata de
maturidade alguns itens devem ser vistos com um pouco mais de cautela.

Temos que adequar a moda das passarelas e até mesmo das ruas a nossa
realidade e aos ambientes que frequentamos.
Mas acima de tudo não devemos esquecer que nossa grande arma já não é o
corpo escultural, mas o charme, a elegância e acima de tudo vestir-se com
propriedade.
Misturar o moderno e o clássico deve ser feito com cuidado para propiciar ótimos
resultados.

Assim acontece com as transparências mais ousadas, acrescente
a um look esportivo como o jeans, ou sapatos baixos e esqueça
terminantemente o shortinho, a mini saia a calça agarrada.

No caso de vestidos e saias totalmente transparentes com micro shorts por
baixo, bom, a meu ver são para quem ainda esta nos trinta.

 

Saia de saia

A saia jeans é um coringa sem precedentes e agora nas versões cintura média e corte tipo lápis, ela vem frequentando ambientes um pouco mais sóbrios, como no trabalho.

Do casual ao chique as opões são infinitas, mas nunca se esqueça do seu biotipo ao escolher o modelo. Não vale auto sabotagem!

A saia lápis é minha queridinha! Vai do trabalho ao happy ou outros compromissos na sequencia. Combina com scarpins, sandálias e botas e é, sem dúvida, sinônimo de elegância.

A primavera se aproxima e você pode muito bem substituir sua calça pela saia e ficar tão charmosa quanto, ou mais.

Práticas no quesito transformação, as saias jeans permitem infinitas combinações podendo permanecer em looks variadíssimos sem cair no igual.

As saias lápis e evasês alongam a silhueta e te deixam elegante sem perder o conforto e por isto valem muito a pena o investimento.

As longas trazem a nostalgia dos anos 70 e vão de eventos a luz do dia até a noite.

Você usaria? Euzaria!

Você já ouviu falar na “EUZARIA” ?

Eu até ontem não conhecia e assistindo um documentário de TV me apaixonei pelo conceito da empresa.

É uma forma diferente de empreendedorismo criada por jovens que acreditam que o lucro não é apenas o único objetivo de uma empresa e estão mostrando que a conscientização é possível também neste âmbito chamado capitalismo consciente.

A cada venda realizada é gerado automaticamente um outro produto idêntico no estoque destinado a doação. O cliente que adquire o produto tem a oportunidade de deixar um cartão escrito ao futuro destinatário da mercadoria, como forma de humanização.

Estes jovens decidiram sair da zona de conforto e atuar numa causa em que acreditam, porém de forma mais incentivadora a quem recebe e quem doa.

Para cada compra, um ato de solidariedade é gerado. Cada produto é pensado com atenção a cada detalhe, desde a ideia da mensagem até o produto final. As estampas são  desenvolvidas com propósito e intenção de impactar positivamente a vida de quem usa e de quem vê, com uma mensagem inspiradora e transformadora.

A compra passa a ser uma experiência onde você participa de um movimento . Os produtos são doados no mesmo tamanho e sexo que foram adquiridos , ou seja masculino ou feminino, infantil ou adulto.

A Euzaria realiza eventos em instituições e comunidade, promovendo inclusão, conscientização social e de sustentabilidade através de seus produtos. Gera empregos, forma profissionais, abre oportunidades.

As eco-mochilas e os eco-tênis por exemplo, são lindíssimos, criados a partir de jeans e tecidos reciclados e abrem oportunidade para formação de costureiras em uma comunidade carente, confira nas fotos!

E tem ainda a linha de canecas, um charme!

Estes jovens sabem que não irão mudar o mundo , mas decidiram fazer a diferença na vida de algumas pessoas.

Pensando  em fazer ainda mais por quem precisa,  a chegada das  bermudas reflete esse momento de expansão. Dessa vez, uma bermuda não gera outra. A cada bermuda vendida , é feita formação  de empreendedorismo para jovens aprendizes, com a intenção de contribuir para um futuro melhor e mudar caminhos!

Cada um tem uma função e cargo dentro da empresa, como em outra qualquer. O único diferencial é a vontade e o sonho que transformaram-se em objetivo e meta de contribuir social e conscientemente.

A Euzaria é um conceito em expansão para muitos outros ramos de atividade na sociedade.

www.euzaria.com.br

@euzaria_

Vá de chapéu

Um dos mais antigos acessórios para a mulher pode ser também aliado de elegância e charme.

O chapéu confere estilo e personalidade a quem se dispões a usá-lo devidamente e isto refere-se especialmente aos locais.

Eventos de dia e ao ar livre como casamentos, almoços, festas beneficentes, chás, festivais e shows que aconteçam de dia, passeios também durante o dia em dias de frio ou ensolarados, praia, ou campo são perfeitos para o acessório.

Mas devemos observar também os momentos onde não usá-los como: na mesa para comer, locais fechados como teatro, cinema, shows, locais de trabalho, a não ser que seja um chapéu de segurança ou faça parte do uniforme, jantares ou outros eventos em ambientes fechados, na igreja e outros templos religiosos.

Como vê basta utilizar o bom senso. Também é interessante conhecer alguns tipos de chapéu e ver qual combina melhor com seu rosto, com o momento e até com o  seu tipo de atitude.

O chapéu panamá  combina com o estilo de vida brasileiro e, por isso é tão popular por aqui. É ótimo para usar na praia acompanhado de rasteirinha.

O modelo fedora é bem semelhante ao panamá, mas  feito de feltro, ideal para fazer diversas combinações porque é um modelo bastante democrático e combina com muitos estilos dando um ar sofisticado e boêmio.

O chapéu coco tem a copa mais redonda e as abas bem curvadas, requer estilo para ser usado, mas se você quer criar um look mais despojado o modelo fica perfeito, principalmente  em shows e festivais, usando com peças pretas.

O  clochê, com estilo mais romântico, surgiu entre as décadas de 20 e 30 e era usado pelas mulheres mais independentes da época. Use em eventos noturnos que pedem um visual mais delicado.

 O floppy com abas grandes e copa bem arredondada, é romântico e despojado ao mesmo tempo. Seu clima hippie-chic, traz ao visual um toque de elegância. Ele é ótimo para climas mais quentes e frios basta saber escolher o modelo que irá usar. Para compor um visual perfeito com ele, use-o com vestidões. Se estiver frio, aposte no chapéu junto com um casaco de pele falso.

Esteja atenta ao horário e o local do evento que você irá e assim não erra nunca na hora de escolher o modelo ideal. O chapéu é perfeito para quem tem estilo e sabe segurar um look.

 

 

 

 

Outono inverno 2017

A coleção outono inverno 2017 trazida pela Morena Rosa e Maria Valentina afirmam a proposta de vestir com elegância e imprimir a marca da mulher empoderada.

Mangue é o tema da coleção outono/inverno 2017 da grife Morena Rosa, que vem com rendas, babados e transparências.

Essa coleção é fruto de uma parceria entre a Morena Rosa e o Instituto de Pesquisa em Tecnologia e Inovação (IPTI), do Sergipe. O trabalho de jovens e talentosos ilustradores incentivados pelo instituto rendeu as conhecidas e celebradas estampas do outono/inverno 2017.

Maria Valentina traz para a temporada peças que se inspiram na poética gypsy e se misturam a alfaiatarias leves, que ainda recebem o metalizado do dourado. Tons naturais também figuram na paleta, esmaecidos pelas histórias desse povo nômade. Verde, vermelho, amarelo e tons terrosos convivem em harmonia com estampas inspiradas em cerâmicas e tapeçarias

Shapes afastados do corpo providenciam uma silhueta sofisticada e descontraída, que é ajustada pelas coberturas imprescindíveis da estação: parkas, bombers noturnas e blazers cheios de requinte. Sensuais, as peças mais noturnas trazem rendas e detalhes flocados, além de texturas e tramas que convivem com tecidos de caimentos despretensiosos.

Lebôh

Fundada há dois anos pelo Morena Rosa Group, a LEBÔH surgiu como uma oportunidade de explorar um mercado daqueles que realmente entendem e vivem a moda.

A Lebôh é atual e veste mulheres de diversas idades. Convida-as a serem quem elas querem ser, fazer o que querem fazer, se transportar para o lugar que imaginar e manifestar a liberdade na hora de vestir e se expressar.

Com o conceito inédito “fresh fashion” a Lebôh vem conquistando lugar seleto nos closets mais hypados da cena fashion, afirmando um estilo cool e irreverente que é aposta de blogueiras e fashionistas.

As coleções da Lebôh chegam hoje trazendo os hits que vão virar febre amanhã. E como marca vai além da Moda, buscando alinhar seu conceito com os novos padrões comportamentais e ações conscientes.

LEBÔH é fresh, é cool, é o novo jeito de pensar MODA e alinhar produto, conceito e lifestyle atual.

www.leboh.com.br

@leboh_oficial

Legging pode sim!

Não dá para visualizar a calça sequinha e curta, com sapatilhas sem pensar nela, Audrey Hepburn, sinônimo maior de elegância .

O legging é, de alguma maneira, uma versão moderna dessa imagem. Começou nas salas de ginástica e foi parar nas ruas, infelizmente muitas vezes mal usado. Mas se combinado um estilo compatível com a idade é de arrasar!

É prático, é “rápido”, dá pra variar bastante, cabe em qualquer mala, não amassa e é super charmoso e eu me refiro ao legging  preto, sempre. Como disse anteriormente, fica elegante se bem usado e além disso, preto é o mais indicado porque disfarça as imperfeições, já que se trata de uma peça mais agarrada ao corpo.

Também afina e alonga a silhueta. Portanto, pra ficar bacana, tem que ser preto, de malha opaca  e de textura um pouquinho mais encorpada, usado com a parte de cima cobrindo o quadril.

Combinado com o eterno e queridinho camisão branco, você terá um look despojado e elegante. Com as malhas grandes em alta e botas e até com vestidinhos.

Tênis, espadrille, mocassim, sapatilha, rasteirinha e agora com o frio  botas, coturnos, anckle boots, sapatilhas.

Abuse do seu charme, componha seu look 40+ e arrase no legging!

Complexo de grandeza

Salvo raras exceções – como a icônica Iris Apfel, sempre com pulseiras gigantes nos braços e óculos enormes no rosto, os acessórios foram igualmente dominados pela tendência minimalista.

Porém, a última temporada de moda de verão internacional mostrou que o momento agora é de brincos grandes: as argolas, um resquício dos anos 1960 que segue firme no meio, e modelos que são longos e muito chamativos estiveram em algumas das principais passarelas.

Porém mesmo sendo tendência nem todas nós nos sentimos confortáveis com os maxi acessórios  e ai apresentam-se também versões  mais simples como em modelos compridos, desses que são como um fio longo que chegam até o ombro, ou então nas próprias argolas.

Vale também optar por uma roupa em cores mais neutras, como o preto ou o branco, se você vai abusar de um acessório bastante colorido e ainda não se sente segura o suficiente para brincar com muitas cores ou estampas.

 Inspire-se nas novas coleções e arrase!

Óculos de grau é fashion

O item, que há até pouco tempo era sinônimo de bullying, ganhou status de acessório
fashion e, assim como a moda, se reinventa a cada dia.

As armações com lentes de grau enfrentaram muita resistência antes de se tornar bem aceitas na sociedade e queridinhas dos fashionistas. De uns 15 anos para cá que essas
peças começaram a ter inovação, deixaram de ser grandes e grosseiras. Os materiais
foram inovados e a tecnologia passou a ser integrada para oferecer conforto e
durabilidade. Arquivo_005

Os óculos passaram a ser um item a mais para o indivíduo impor a sua personalidade. E o mercado, atento a essa vontade, tem criado objetos de desejo realmente irresistíveis.

Mas, com tantas opções, como escolher uma armação que fique bem no rosto? Além
de bom senso e autocrítica , a orientação de um bom profissional na hora da escolha é
bem vinda , ele ira verificar o que melhor lhe caberá , de acordo com formato do rosto ,
tom de pele , etc.

O mais importante é sentir-se confortável com o look, seja ele mais discreto ou
fashion. Os óculos devem estar em harmonia com o rosto e o corpo, combinar e
complementar o tipo de roupa e estar de acordo com a personalidade da pessoa.

As armações de grau ganharam tanto status que algumas pessoas compram , sem
necessitar e usam com lentes de vidro, sem grau, apenas para compor um look afirma
Tadeu Ferreira da rede de franquia das ÓTICAS DINIZ PRIME CAMBUÍ.

Confira algumas dicas para escolher os seus óculos:

– Os óculos não podem encostar nas maçãs do rosto nem ultrapassar a sobrancelha,
principalmente se a pessoa usa franja.

– Rostos quadrados ficam melhores com armações arredondadas e vice-versa.

– Rostos ovais, são os mais privilegiados, pois combinam com armações quadradas,
retangulares e até redondas.

– Rostos alongados, mais finos no queixo, pedem formas mais ovaladas na parte
inferior, como o modelo aviador, para evitar o olhar triste.

– Independentemente do modelo escolhido, as pupilas dos olhos devem sempre estar
centralizadas nas lentes. A distância da pupila deve ser proporcional em relação ao
nariz, têmporas e às linhas inferiores dos óculos.

– Os óculos devem ser do tamanho exato do rosto. Se ultrapassar as têmporas, darão a
impressão de que são grandes. Se forem menores, podem dar dor de cabeça e criar
vincos na pele.

Fonte :

Óticas Diniz Prime Cambuí
Rua Cel Quirino , 1651 – Cambui
F: 19 33247476
@oticasdinizcambui
fb.com/oticadinizprimecambui

A simplicidade é a sofisticação máxima

Obra-prima tecnológica protegida por 14 patentes, o Rolex Oyster Perpetual
SkyDweller fornece todas as informações que os grandes viajantes necessitam para se
orientar, basta um breve olhar.
Lançado em 2012, o SkyDweller é um relógio irresistível, de design revolucionário que
alia perfeição mecânica, sofisticação e simplicidade de utilização.

Para preservar a beleza de seus relógios de ouro rosa, a Rolex criou e patenteou uma
liga de 18 quilates em sua própria fundição: o ouro Everose. Lançado em 2005, o
Everose 18 quilates é utilizado em todos os modelos Rolex Oyster em ouro rosa.

O mostrador é a face distinta de cada relógio Rolex, e o principal responsável por sua
identidade e legibilidade. Caracterizado por marcadores de horas produzidos em ouro
18 quilates para evitar descoloração, todos os mostradores Rolex são projetados e
fabricados pela própria marca, em grande parte à mão, para garantir a perfeição.

O Sky-Dweller é equipado com o calibre 9001, mecanismo mecânico de corda
automática totalmente desenvolvido e produzido pela Rolex. Lançado em 2012, é um
dos calibres mais complexos criados pelos mestres relojoeiros da Rolex.

Entretanto, ele foi desenvolvido para oferecer máxima simplicidade de uso: uma roda
seletora na borda externa do calibre 9001 é responsável pela interação entre o
mecanismo e a luneta do relógio, possibilitando o ajuste das funções do Sky-Dweller.

Como todos os mecanismos Perpetual da Rolex, o 9001 tem o Certificado de
Cronômetro Suíço, título reservado aos relógios de alta precisão aprovados nos testes do Contrôle Officiel Suisse des Chronomètres (COSC). Sua arquitetura, a exemplo de
todos os mecanismos que equipam os relógios Oyster, garante absoluta confiabilidade.

Fonte : Joalheria Lafith

Av Iguatemi Campinas , 7777 Suc 03/08

@lafithjoalheria